25.7 C
Brasil
quarta-feira, julho 6, 2022

Vermífugo para pets – Quando é hora de administrar?

Publicidade

Já parou para pensar em como o seu animal fica exposto durante passeios ao ar livre? Esse é o momento em que eles entram em contato com diversas coisas que podem estar contaminadas, como água, comida e até outros bichos. Para protegê-los dessas ameaças, é importante que a administração do vermífugo para pet esteja em dia.

Mas você sabe quando é o momento certo de dar o remédio?

Publicidade

Neste artigo, veja para que serve o medicamento e como ele deve ser administrado!

O que é e para que serve vermífugo para pet?

O vermífugo para pet serve para proteger o seu animal de doenças causadas por vermes, que podem prejudicar a absorção de nutrientes, além de causar diversos outros prejuízos à saúde e ao bem-estar do animal.

Mas não é só isso. Alguns desses parasitas também podem transmitir doenças aos seres humanos, as chamadas zoonoses. Esse é o caso de dois vermes muito comuns, o Ancylostoma spp e o Toxocara spp, que, normalmente, estão presentes no trato digestivo de cães e gatos, mas suas larvas podem penetrar a pele humana e causar a doença popularmente conhecida como “bicho geográfico”.

Publicidade

Em casos de verminoses, alguns sintomas são muito comuns nos pets. Então, fique atento caso seu animal apresente algum desses sinais:

  • Presença de pontos brancos ou pedaços de vermes nas fezes, que estarão com consistências pastosa e cheiro muito forte;
  • Cansaço excessivo e indisposição;
  • Pelos fracos, com maior queda e sem brilho;
  • Abdômen volumoso;
  • Perda de peso;
  • Diarreia.

Ao notar manifestações como essas, especialmente se ocorrerem ao mesmo tempo, procure um médico-veterinário.

Quando vermifugar o seu pet?

O vermífugo para pet pode ser usado tanto como tratamento após a infecção, quanto como prevenção, para evitar possíveis contaminações. De qualquer forma, a administração do medicamento deve ser feita sob supervisão do médico-veterinário.

É o profissional quem vai determinar qual é a fórmula e a dose adequada do medicamento além da frequência. Esse último fator é determinado principalmente pela pressão de infecção, ou seja, a chance que cada pet tem de adquirir vermes, de acordo com:

  • o local em que vive;
  • a idade que tem;
  • a convivência com outros animais;
  • entre outros fatores.

Além disso, o veterinário irá solicitar exames coproparasitológicos, para avaliar a presença de vermes e a evolução do tratamento com vermífugo.

Por isso, para não correr riscos, siga as orientações do profissional e atente-se ao calendário de vermifugação do seu pet.

Vermífugo para cães e gatos

A vermifugação evita diversas doenças e complicações para seu pet. O início e a frequência da administração serão determinados pelo médico-veterinário. Mas, de modo geral, ela pode ser iniciada a partir das 4 semanas de vida para filhotes de cães e 6 semanas de vida para filhotes de gatos, sendo repetida em intervalos de 2 semanas.

A partir de certa idade (aproximadamente 2 meses de vida), a vermifugação pode ser repetida a cada 3 meses ou mais, de acordo com a recomendação do veterinário.

Lembre-se que mesmo animais que não vão para a rua devem ser vermifugados, pois os vermes podem entrar em contato com seu pet de diferentes maneiras (inclusive por meio de lagartixas e roedores), ainda que ele não saia de casa ou do apartamento.

A Vetnil® possui em seu portfólio o Vetmax® Plus, um vermífugo de amplo espectro de ação. Indicado para cães e gatos, está disponível em comprimidos e na versão líquida, facilitando a administração.

Lembre-se de sempre consultar o médico-veterinário para ter orientações sobre os cuidados com a saúde e bem-estar do seu pet, incluindo a frequência de vermifugação.

Últimas Postagens

Notícias relacionadas:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.