20.7 C
Brasil
quinta-feira, julho 7, 2022

UM em cada CINCO cachorros vai desenvolver CÂNCER

A incidência da doença em cães tem relação com o aumento da expectativa de vida, explicam as médicas veterinárias responsáveis pela Onco Support, única clínica especializada em oncologia para pets no RS

Publicidade

Câncer é a principal causa de morte em cachorros, gerando 5300 óbitos para cada 100 mil animais. Os dados são de estudos nos Estados Unidos, mas números similares também podem ser encontrados no Brasil: segundo uma pesquisa da Universidade Federal de Santa Maria, um em cada cinco cães irá desenvolver câncer. O motivo da alta incidência, no entanto, é positivo. Com uma expectativa de vida cada vez maior, os animais se tornam mais suscetíveis à doença, algo que também é verdadeiro nos humanos.

“Apesar de não podermos prever quem terá câncer, sabemos que existem fatores de risco para a doença, como estilo de vida e predisposição genética. Além disso, a incidência da doença é maior nos mais velhos. Essas condições são verdadeiras para humanos e animais. Para os cachorros, alguns outros fatores específicos também podem interferir. Cães de grande porte e de raças puras, por exemplo, têm mais propensão a doenças”, explica Letícia Fratini, doutora em Ciências Veterinárias na área de cirurgia de pequenos animais com ênfase em oncologia e diretora da Onco Support, única clínica especializada em oncologia para pets no Rio Grande do Sul.

Publicidade

Raquel Michaelsen, diretora da Onco Support que atua na área de clínica oncológica e quimioterapia, aponta que é possível ficar de olho em sinais de que o cão esteja doente. “Em cachorros, o câncer se manifesta principalmente na pele, nas mamas e nas genitais. Alguns indicativos de que há um tumor são inchaços que não somem ou continuam crescendo, feridas que não se fecham, sangramentos e perda de peso. Além disso, dificuldade para respirar, se alimentar, fazer as necessidades e se movimentar também podem apontar para algum problema. Visto que check-up anual deles não inclui exames de sangue ou de imagem como os de humanos, é importante ficar de olho nos sinais para verificar se o cão está doente”, aponta a médica veterinária.

A Onco Support é uma unidade do Grupo Hospitalar Pet Support e foca no acolhimento dos animais com câncer utilizando as mais modernas e avançadas estratégias em oncologia veterinária no Brasil. A clínica é o primeiro centro especializado no atendimento oncológico de cães e gatos no Estado.

Além de equipamentos de alta tecnologia para diagnóstico e tratamento preciso das patologias dos animais, o centro tem dois blocos cirúrgicos e 17 leitos de internação. Para o conforto dos animais, há berços ao invés de jaulas e, em casos específicos, o tutor pode passar a noite na companhia do seu pet. O centro ainda realiza procedimentos pouco rotineiros em Medicina Veterinária como análise histopatológica no transcirúrgico, assim como cirurgia oncológica e eletroquimioterapia.

Sobre o Onco Support

Publicidade

O Onco Support é uma unidade especializada do Grupo Hospitalar Pet Support, sob o comando das médicas veterinárias Letícia Fratini e Raquel Michaelsen com o suporte dos sócios fundadores do Grupo Hospitalar Pet Support, os veterinários Ruben Lundgren Cavalcanti, Daniel Sia e Eduardo Sousa.

Focada no atendimento de animais com doenças oncológicas. Preparada para dar assistência 24h, a unidade dispõe de equipamentos de alta tecnologia para a realização de procedimentos como análise histopatológica no transcirúrgico, cirurgia, eletroquimioterapia e internações de média a alta complexidade, além de especialidades-suporte focadas no paciente oncológico.

Últimas Postagens

Notícias relacionadas:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.