21.8 C
Brasil
segunda-feira, julho 4, 2022

Seu pet já fez Argiloterapia?

Argila como fonte de proteção, cura e bem-estar: propriedades desintoxicantes, antioxidantes, secativas, adstringentes, reconstrutoras e antissépticas

Publicidade

Hipopótamos e porcos rolam na lama para proteger a pele do sol, hidratar e evitar o ataque de insetos e parasitas. As araras comem argila para desintoxicar o corpo após a ingestão de certos tipos de sementes com elementos tóxicos. Já diversos povos ao redor do mundo utilizam os benefícios da argila, conhecida por suas propriedades desintoxicantes, antioxidantes, secativas, adstringentes, reconstrutoras e antissépticas.

Publicidade

“Amo curas naturais e o mínimo de intervenção medicamentosa possível. E no It Pet isso não seria diferente! Temos vários banhos e tratamentos especiais que proporcionam benefícios reais ao pelo, a pele e todo o organismo dos nossos peludinhos. A aplicação em pets já foi amplamente estudada, tanto que nos Estados Unidos há uma linha de produtos específicos, que já testei, chamada Madra Mór. Como não há contraindicações, vale a pena experimentar essa abordagem mais natural e menos agressiva. É importante, no entanto, que o profissional conheça as propriedades de cada argila, líquidos e óleos essenciais, a fim de fazer a indicação correta”, alerta a CEO.

Hora do banho!

No It Pet os banhos são preparados com produtos frescos e de fornecedores cuidadosamente selecionados. O princípio da argiloterapia é envolver o corpo com a pasta preparada e deixar por até 20 minutos, dependendo de cada caso. Para preparar a pasta é preciso adicionar algum líquido, e aí entram diversas variantes para potencializar o tratamento:

Publicidade

  • Água: sempre mineral;
  • Água de coco: hidratante e refrescante;
  • Chá verde: anti-inflamatório;
  • Chá de camomila: calmante;
  • Chá de hortelã: descongestionante e refrescante;
  • Vinagre de maçã: para limpeza profunda, bactericida.

Além dos diferentes líquidos, pode-se incorporar óleos essenciais às preparações de argiloterapia para potencializar ainda mais os efeitos. “Por exemplo, podemos utilizar óleo de lavanda para acalmar um cão que teria dificuldade de ficar 20 minutos envolto em argila”, indica Mari.

Óleos essenciais:

  • Bergamota (Citrus bergamia): ansiedade, infecções por fungos ou bactérias;
  • Camomila Romana (Chamaemelum nobile): antialérgico;
  • Citronella (Cymbopogon nardus): repelente de insetos;
  • Frankinsense (Boswellia carterii): suporte ao sistema imunológico, pele e pulmões, stress;
  • Gerânio (Pelargonium graveolens): tratamento da pele, ansiedade, repelente de insetos;
  • Gengibre (Zingiber officinalis): náuseas, vômitos, dores musculares e articulares;
  • Helichrysum (Helichrysum italicum): edemas, feridas, agressividade;
  • Lavanda (Lavandula angustifolia): stress, medo, agitação, pele irritada;
  • Manjericão (Origanum majorana): sedativo;
  • Mirra (Commiphora myrrha): pele irritada, repelente de insetos;
  • Niaouli (Melaleuca quinquenervia): pele irritada;
  • Tangerina (Citrus reticulata): calmante e revitalizante;
  • Ylang Ylang (Cananga odorata): sedativo.

Tipos de argila

  1. Branca:a mais suave das argilas. É rica em alumínio, sílica, caulinita, manganês e magnésio. Tem propriedades clareadoras e cicatrizantes, remove a oleosidade sem desidratar. Ideal para cães de pelos claros, pele rosada e sensível;
  2. Amarela: rica em silício, alumínio, ferro e potássio. Tem ação desinfetante, absorve impurezas e reduz a inflamação dos tecidos. Ideal para cães com peles sensíveis, com dermatites úmidas e coceiras;
  3. Rosa:é composta por óxido de ferro, cálcio, zinco e potássio. Indicada para peles sensíveis, delicadas, avermelhadas, irritadas e com tendências alérgicas. Estimula o crescimento dos fios. Ideal para cães com coceiras intensas, pele ressecada, queda de pelos e alopecia;
  4. Vermelha: o óxido de ferro ajuda a renovar a estrutura das células, ativa a circulação sanguínea e tem efeito tonificante. Ideal para cães de pelagem vermelha a escura, com peles sensíveis e oleosas;
  5. Verde: contém silício e magnésio. Indicada para remoção de impurezas e limpeza profunda em peles oleosas e espessas. Ideal para cães em tratamentos dermatológicos com shampoos medicamentosos, pois promove um detox da pele;
  6. Roxa: possui alumínio, silício, sílica, magnésio, titânio e ferro. Tem ação nutritiva para peles sensíveis, finas e sem elasticidade. Ideal para cães idosos, com pele flácida e

    ressecada, pelo sem brilho. Não deve ser usada em cães de pelagem branca ou clara;

    7.      Cinza: rica em titânio, silício e alumínio, e a que tem o pH mais alcalino. Tem ação clareadora, secativa e absorvente, regula a oleosidade e é antioxidante. Ideal para cães com pelagens de qualquer cor;

    8.      Preta: tem alto teor de alumínio, associado ao titânio, zinco, silício, potássio e ferro. Auxilia na microcirculação periférica, desintoxicando a pele e promovendo o crescimento do pelo. Ideal para cães de todas as pelagens, em especial pelagens escuras, e com falhas.

Últimas Postagens

Notícias relacionadas:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.