23.5 C
Brasil
domingo, setembro 25, 2022

Precauções a serem tomadas para prevenir a otite em cães

Publicidade

A otite em cães, uma inflamação do canal auditivo, é uma patologia muito comum. Geralmente é uma das principais causas de visita ao veterinário. É por isso que é muito importante aprender a reconhecer a otite em nosso cão e impedir sua ocorrência.

As causas podem ser muito variadas, dentre elas podemos destacar:

Corpos estranhos: na primavera e no verão, essa é uma das causas mais frequentes de otite. Corpos estranhos, como espinhos, entram nos ouvidos de nossos cães. Isso os causa inflamação e infecção e um grande desconforto.

Ácaros: É uma causa muito comum de otite. Acima de tudo, em animais jovens.

Publicidade

Fungos: normalmente, as otites produzidas por fungos têm como causa principal um fermento.

Alergias: Cães com alergias alimentares ou alérgicas à pele, geralmente apresentam problemas auditivos. A otite pode ser o primeiro sintoma de alergia.

Outras causas: traumas, alterações hormonais, predisposição para a corrida, ambientes úmidos são outras causas que podem causar otite

Embora as causas possam ser não infecciosas, geralmente ocorrem com infecções no ouvido, como uma infecção secundária ao problema.

Existem também alguns fatores predisponentes que tornam certos cães mais propensos a sofrer de otite:

Publicidade

Morfologia das orelhas: os cães que, devido à sua raça, têm orelhas caídas e longas, são mais propensos a ter otite. Nestes cães, os ouvidos têm menos ventilação e mais umidade, criando um ambiente ideal para o desenvolvimento de bactérias.

Limpeza inadequada do ouvido: usar cotonetes com frequência para limpar o ódio de nossos cães pode predispor a sofrer de otite. As varas empurram a cera e criam um plugue na parte inferior.

Banhos frequentes ou sem precaução: quando banhamos nosso animal de estimação, devemos ter cuidado para que a água não entre nos ouvidos. Se eles ficarem molhados com freqüência, eles podem ter otite. Também existem cães que tomam banho com frequência em riachos ou lagos. Também é mais provável que sofram de otite devido à umidade gerada no ouvido.

Para saber se nosso cão tem otite, devemos analisar muito bem seu comportamento para tentar detectar os sintomas a tempo. Entre os sintomas mais frequentes da otite, podemos destacar:

  1. Balançar a cabeça frequentemente
  2. Arranhar os ouvidos ou manter abaixados
  3. Inclinar a cabeça para o lado
  4. Aumento da cera
  5. Secreção excessiva que pode variar de amarelado a preto
  6. Cheiro podre
  7. Perda auditiva em casos graves.

O tratamento é algo que deve ser prescrito por um veterinário. Dependendo das causas que causam a otite, o tratamento pode ser um ou outro. A primeira coisa que o veterinário fará é limpar bem a orelha do cão e, quando ele for diagnosticado com a causa da otite, ele nos enviará um tratamento adequado.

  • O melhor que podemos fazer é evitar o aparecimento de otite com algumas dicas simples:
  • Não use cotonetes para limpar o ódio do nosso cão
  • Faça limpezas com cuidado e não introduza nada que possa danificar a orelha do nosso cão
  • Use produtos de limpeza específicos para manter a higiene dos ouvidos de nossos animais de estimação
  • Preste atenção especial para não deixar a água entrar nos ouvidos de nossos animais na hora do banho.
  • Verifique os ouvidos do nosso animal de estimação depois de uma viagem de campo. Assim, podemos impedir que qualquer corpo estranho entre e cause uma infecção nos seus ouvidos.

Se nosso animal já teve otite, é recomendável que vamos ao veterinário periodicamente para uma revisão e podemos detectar com o tempo se a otite recorrente pode ocorrer.

Últimas Postagens

Notícias relacionadas:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.