21.7 C
Brasil
segunda-feira, dezembro 5, 2022

Organnact aposta no setor pet food e lança linha de alimentação natural para cachorros

Segundo pesquisa da Euromonitor o crescimento de alimentos úmidos para 2023 será de 127%; A Be Nature Food chega inovando no processo de produção

Publicidade

A Organnact, empresa que atua há mais de 30 anos no mercado de suplementação para animais, acaba de lançar a Be Nature Food, linha de alimentação natural para cães e gatos. A nova fase da empresa vem ao encontro de um novo comportamento de pais de pets, que cada vez mais buscam esse novo modelo de alimentação. E estudos da Euromonitor mostram que essa mudança já é realidade, e a expectativa é que em 2023 esse mercado cresça até 127% quando se fala em alimentos úmidos. Além disso, é notável também que tutores cada vez mais vêm buscando incluir “comida de verdade” na rotina de seus pets. Isso fica claro com a explosão de cursos para médicos veterinários voltados à Nutrição ou Nutrologia a fim de atender essa demanda. Para se ter ideia, a ferramenta Google Trends registrou em junho de 2021 o ápice de buscas pelo termo “nutricionista pet” dos últimos cinco anos. Ou seja, donos de cães e gatos estão realmente mais preocupados com uma dieta mais saudável.

Mas, o que vem ocasionando essa mudança? “A gente percebe que a pandemia trouxe um cuidado muito maior dos tutores com seus animais. Somado a isso, os veterinários, cada vez mais especializados na área, enxergam a alimentação natural como uma forma de auxiliar no tratamento de diversas patologias, muitas vezes oriundas do fornecimento de rações secas convencionais, que possuem altos teores de carboidratos. Elas favorecem, por exemplo, a obesidade, além da presença de conservantes e corantes artificiais. Já a alimentação natural é extremamente palatável e oferece maior poder de saciedade para os animais”, explica Marina Tiba, médica veterinária e gerente de produto da Organnact. Foi partindo disso que a empresa, que hoje é referência na pesquisa e produção de suplementação, investiu mais de R$2 milhões e chamou a apresentadora Angélica como embaixadora para trazer ao mercado um alimento natural, balanceado que possui uma tecnologia que garante a conservação os produtos sem o uso de conservantes, utilizando o cozimento único em temperatura controlada através da autoclavagem, e garantindo um alimento natural e que consegue oferecer 24 meses de validade, ou seja, 100% seguro para o pet.

“A oportunidade de entrar para o setor de pet food sempre foi um desejo da Organnact, afinal, a gente tem know-how em nutrição, profissionais e pesquisadores altamente capacitados, e a gente sabe como nutrir. Mas não queríamos ser só mais um no setor de pet food, e entendemos que oferecer uma alimentação natural, pautada no equilíbrio e que alia alimentação e suplementação era o nicho de mercado ideal e pouco explorado para esse lançamento”, explica Jorge Bacila, diretor comercial e de marketing da Organnact.

Publicidade

A pesquisa da Euromonitor citada anteriormente, revela que, em 2017, cerca de 40% dos europeus já utilizavam alimentos úmidos para alimentar seus pets, enquanto no Brasil essa parcela representava 7%. O crescimento esperado para 2023 revela uma tendência, mostrando que cada vez menos as rações secas terão espaço no dia a dia das famílias multiespécies. “Até um tempo atrás somente se considerava a ração. Mas hoje, os médicos entendem que uma dieta fundamentada em altos teores de umidade e níveis de carboidrato dentro dos limites é a base da qualidade de vida também dos pets, assim como a dos humanos, e são muitos os benefícios de usar comida de verdade para alimentar os pets”, diz Marina.

“Você é aquilo que você come”: também vale para os pets

Não é conhecimento empírico. A alimentação é fator crucial para uma boa manutenção da saúde e a prevenção de diversas doenças. Mas, será que isso vale também para os pets? “Sim, com certeza. A alimentação dos animais também deve ser equilibrada, balanceada e de quebra conter nutrientes que ajudem na suplementação que cães e gatos precisam. Não faz nem sentido mais pensar somente em rações secas, quando a gente pensa que originariamente, em seus habitats naturais, animais consumiriam proteínas oriundas da caça, por exemplo”, reforça a veterinária.

Entre os principais benefícios desse tipo de alimentação, é possível citar um maior consumo de água, pois a alimentação natural oferece alto teor de umidade, evitando assim doenças renais, que são extremamente comuns em cães e sobretudo em gatos. “Quando a gente pensou no lançamento deste produto, pensamos em algo que atendesse todas as fases de vida, com níveis adequados de fósforo e que utilizasse somente ingredientes da cadeia de alimentação humana, ou seja, proteínas nobres e ingredientes frescos. Além disso, toda a dieta foi formulada por médicos veterinários nutricionistas seguindo recomendações da Federação Europeia de alimentos, a Fediaf”, diz Marina.

Além disso, a Organnact optou por uma produção responsável com a economia local e o meio ambiente, trabalhando com produtores locais e reduzindo assim a emissão de carbono durante o transporte dos ingredientes para a fabricação. “É com certeza o futuro da alimentação para pets. Uma alimentação responsável, natural e que contribui com o meio ambiente. Além disso, é um produto altamente palatável, que pode ser oferecido para animais em recuperação de alguma intervenção ou convalescentes”, finaliza a veterinária.

Últimas Postagens

Notícias relacionadas:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.