35.7 C
Brasil
domingo, julho 3, 2022

O que eu faço se meu cachorro tiver fezes com sangue?

Publicidade

O fato de nosso cão perder sangue é sempre motivo de preocupação e também deve significar uma consulta urgente com o veterinário. Além disso, se o sangue se perder acompanhado de diarreia, estaremos perante outro sintoma que não podemos perder.

A seguir, veremos quais são as causas mais comuns de diarréia com sangue em cães. Veremos que eles podem ser de maior ou menor gravidade e de quais outros sintomas devemos estar cientes.

Principais causas de diarreia com sangue em cães

Publicidade

Existem várias causas que podem estar por trás do aparecimento de diarreia com sangue em cães. Dentro deles existem razões leves, mas outras são sérias. Tanto o sangue como a diarreia são sinais de alerta e devemos prestar atenção à sua apresentação.

A diarreia pode aparecer de forma aguda ou crônica, que é quando não remite ou ocorre de forma recorrente ao longo de várias semanas. Por outro lado, o sangue pode parecer fresco ou digerido, caso em que apreciaremos uma cor enegrecida nas fezes.

Embora nosso primeiro pensamento ao ver uma diarreia com sangue seja pensar que se trata de um distúrbio gastrointestinal, a verdade é que existem outras origens. Em geral, a diarreia com sangue pode ser devido a:

  • Parasitas intestinais.
  • Infecções entéricas como parvovírus.
  • Colite.
  • Envenenamentos.
  • Doenças inflamatórias intestinais.
  • Problemas com dieta ou intolerâncias alimentares.
  • Hemorragia de corpo estranho.
  • Doenças em alguns órgãos, como rins ou fígado.
  • Insolação.

O que eu faço se meu cachorro tiver fezes com sangue?

Tendo em vista o grande número de patologias que podem estar por trás da diarreia sanguinolenta, exceto nas de curso muito brando, é necessário ir ao veterinário. Ou seja, se o nosso cão só teve diarreia com um pouco de sangue uma vez, continua com sua vida normal e não apresenta nenhum outro sintoma, podemos pensar que é algo específico.

Publicidade

Por exemplo, se ele tem revirando o lixo, pode ter ingerido algo que o deixou doente, teve um surto de diarreia com um pouco de sangue e se recuperou espontaneamente. Nestes casos iremos observá-lo e poderemos oferecer-lhe uma dieta suave nesse dia, como arroz branco com frango sem pele, molhos ou sal.

Se a diarreia com sangue reaparecer ou o cão mostrar outros sintomas, não espere mais e chame o veterinário. Nem podemos esperar se o cão é um filhote, um idoso ou já sofre de alguma outra doença. Aqui estão algumas considerações a serem levadas em consideração nas diferentes causas da diarreia com sangue.

Causas de diarreia com sangue em cachorros

Um cachorro com diarreia com sangue deve sempre nos colocar em alerta. Os cães mais jovens, especialmente se ainda não terminaram o esquema de vacinação, são os que mais correm o risco de contrair uma enterite infecciosa aguda muito temida: o parvovírus. Esta doença viral é caracterizada por vômitos intensos e diarréia com sangue.

Além disso, ocorre depressão, dor abdominal e, em alguns casos, febre alta. A perda de fluidos tão intensa causa desidratação. Não existe um tratamento específico e o cachorro só pode receber assistência enquanto o seu sistema imunitário consegue controlar o vírus. A mortalidade é alta, portanto, vacinar cachorros contra ela é considerado essencial.

Mas nem toda diarreia com sangue é causada pelo parvovírus. A ação de parasitas intestinais no aparelho digestivo, infecções bacterianas ou causadas por outros vírus também são a causa da diarreia com sangue. Uma dieta de qualidade, um ambiente controlado e desparasitação e vacinas regulares reduzem o risco de diarreia.

Sintomas de colite em cães

A colite, que é uma inflamação do cólon, é uma das causas mais comuns de diarreia que pode conter sangue. Os cães afetados sentem dor ao evacuar. Fazem isso com grande esforço, eliminam gases e inúmeras fezes em pequenas quantidades.

Estes podem ser acompanhados de sangue e muco. A primeira impressão é que o cão está constipado. Existem várias causas de colite, como doenças inflamatórias intestinais ou alguns parasitas.

Existe também a chamada síndrome do intestino irritável, que tem sido associada ao estresse. É por isso que é mais comum em cães com uma natureza nervosa. É necessário ir ao veterinário e não cair no erro de pensar que é um problema de prisão de ventre e dar laxantes por nossa conta.

Transtornos alimentares no cachorro

Os cães, especialmente os mais jovens ou exploradores, são muito propensos a ingerir qualquer substância que encontrem durante a exploração do ambiente. Outras vezes, somos nós que compartilhamos nossa comida com eles.

Não achamos que nem sempre convém a eles. Também não é incomum que cometamos o erro de mudar abruptamente seus alimentos ou oferecer dietas de baixa qualidade. Todas essas situações expõem o sistema digestivo a danos.
Às vezes, o resultado é diarreia com sangue. Para evitar este problema devemos manter o nosso cão num ambiente seguro e oferecer-lhe sempre uma alimentação de qualidade. Qualquer mudança em sua dieta deve ser introduzida gradualmente.

Patologias comuns de cães mais velhos

Algumas doenças que afetam e deterioram órgãos vitais incluem diarreia com sangue entre seus sintomas. Embora sejam mais comuns em cães mais velhos, isso não significa que não possam aparecer em cães mais jovens.

Por exemplo, na insuficiência renal, além dos sintomas mais típicos, como aumento da ingestão de água e produção de urina, também encontramos diarreia com sangue. É devido aos danos que a doença acaba produzindo no nível digestivo.

Na insuficiência hepática, pode aparecer diarreia crônica e intermitente, às vezes contendo sangue. Em ambos os casos é essencial ir ao veterinário. Nem sempre é possível curar esse tipo de doença, mas existem tratamentos que melhoram muito a qualidade de vida do cão.

Quando a diarreia com sangue é uma emergência?

Embora o sangramento seja sempre motivo para consulta com o veterinário, há momentos em que a transferência do cão para a clínica deve ser imediata. Caso contrário, o risco de morte é muito alto. Um exemplo é o envenenamento. Quando suspeitamos que o cão ingeriu uma substância perigosa, devemos ir ao veterinário.

Outros sinais de envenenamento são fraqueza, membranas mucosas claras, sangramento nasal ou vômito com sangue. É muito importante ter em mente que, em algumas toxinas, como certos rodenticidas, os sintomas aparecem vários dias após a ingestão. Devemos ir ao veterinário assim que descobrirmos que o cão os consumiu, mesmo que pareça saudável.

Outra emergência é a insolação. Quando a temperatura ambiente é tão alta que o cão não consegue se resfriar, sua temperatura corporal sobe, ele ofega intensamente, a saliva fica mais espessa, as membranas mucosas ficam vermelhas e aparecem vômitos e diarréia com sangue. A temperatura do cão deve ser baixada imediatamente.

Últimas Postagens

Notícias relacionadas:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.