18.5 C
Brasil
domingo, agosto 1, 2021

Lhasa Apso – Características, temperamento e cuidados

Publicidade

Não se engane: apesar da aparência fofa e do calmo olhar zen, esses pequenos o protegerão até da sombra. E é que os Lhasa Apso se consideram verdadeiros leões quando se trata de defender sua família e a deles.

Esses companheiros exóticos possuem autoconfiança ilimitada e inteligência altamente desenvolvida. Em casa, eles são muito calmos e independentes, além de amarem seu grupo mais íntimo. Você quer conhecer todos os detalhes desta raça impressionante? Vamos lá.

Características da raça Lhasa Apso

Publicidade

Os Lhasa Apso são pequenas, mas não são frágeis. Eles têm uma estrutura óssea forte, um tórax bem desenvolvido e quartos traseiros musculares. Vistos de lado, são mais compridos do que altos, melhorando ainda mais seu comportamento elegante. Eles têm olhos ovais, de cor escura, quase invisíveis por trás da franja longa.

As orelhas ficam penduradas ao lado e ao lado do rosto, enquanto a cauda é alta, bem povoada de cabelos. Eles costumam carregá-la alta e curva nas costas. A pelagem, abundante e de duas camadas, é composta por uma pelagem longa que desce em cascata para os lados e, na idade adulta, pode atingir o solo.

  • Altura entre 25 e 28 cm nos machos, as fêmeas são um pouco menores
  • Peso entre 5 e 8 kg em machos e fêmeas
  • Cabelos lisos e grossos, não muito sedosos, mas muito longos. As cores usuais são preto, branco, mel, ardósia ou combinações de branco com qualquer uma dessas variantes.
  • Caráter amoroso com sua família, embora independente. Ele geralmente desconfia de estranhos
  • Boa saúde, embora ele possa sofrer de doenças oculares e de pele. Eles também são cães sensíveis à alergia
  • Esperança de vida estimada entre 12 e 15 anos (pode chegar a 17 anos).

Como é o padrão oficial desta raça?

A área da face dos cães Lhasa Apso deve mostrar a expressão típica da raça, com uma cabeça robusta e franja cobrindo os olhos, bem como barba e bigodes de comprimento considerável. Além disso, a borda dos olhos e lábios deve ter uma cor preta bem marcada. Um focinho quadrado é considerado um desvio do padrão, assim como uma cauda caída durante a caminhada. A pelagem não precisa ser lanosa ou sedosa.

O que há para saber sobre o caráter de um Lhasa Apso?

Esses cães geralmente têm um temperamento jovial. Eles são muito divertidos com as pessoas com quem compartilham suas vidas e gostam de passar tempo com a família. Não é incomum que eles sigam seus humanos favoritos de sala em sala. No entanto, eles também podem passar o tempo sozinhos, pois não é uma raça que tende a sofrer de ansiedade de separação.

Crianças pequenas não estão entre as suas favoritas. Os Lhasa têm pouca paciência com a falta de jeito que as crianças pequenas costumam mostrar. Portanto, eles estarão melhor adaptados às famílias com filhos mais velhos e com maior senso de responsabilidade. Com outros cães em casa, você deve prestar atenção , pois eles sempre procurarão se tornar líderes da matilha. O mais prudente é não criá-los junto com espécimes de raças com as mesmas tendências.

Estes são cães que têm personalidade própria e não se esforçam para impressioná-lo. Eles são ótimos cães de guarda, pois fazem parte de sua natureza. Além disso, eles tendem a desconfiar de pessoas que não conhecem. Um amigo da família pode estabelecer um bom relacionamento com uma Lhasa Apso? Sim, é claro, mas não espere que isso aconteça na primeira mudança.

Como se comporta um filhote de Lhasa Apso?

Os filhotes de Lhasa Apso geralmente são divertidos e um pouco difíceis de instruir. Também estamos diante de uma raça que leva mais tempo para amadurecer do que a média; portanto, você deve ter paciência com seu comportamento e ser consistente no treinamento. Esses cães são líderes naturais, portanto, certifique-se de que eles não assumam o controle total da casa. Firmeza é a chave para evitar problemas de comportamento posteriormente.

A socialização precoce, portanto, será essencial para apaziguar o caráter desconfiado dessa raça. Embora seja uma característica que eles carregam no sangue, relacionando-se desde tenra idade a pessoas e outros cães, você os tornará mais receptivos e menos desconfiados.

De que cuidados um Lhasa Apso precisa?

O Lhasa Apso se adapta bem a apartamentos pequenos, pois geralmente não precisam se exercitar muito. No entanto, uma casa com um pequeno pátio será uma grande ajuda para ocupar seu tempo, pois eles podem se divertir brincando ou pulando sozinhos. Várias caminhadas curtas por dia serão mais do que suficientes para mantê-lo equilibrado.

Seu pêlo está preparado para fazê-los resistir tanto em climas frios quanto em dias ensolarados, embora no verão se sinta melhor se você aparar seu pêlo vistoso. Evite molhar no inverno, pois seu pêlo leva um tempo para secar e isso pode abrir a porta para um bom resfriado.

Seus belos pêlos precisará de uma escovação diária para se manter arrumado, enquanto um banho completo a cada 2 a 4 semanas é recomendado, dependendo da sujeira. Uma opção é levá-lo regularmente com um tosador, pois manter o pêlo de uma Lhasa Apso em boas condições é uma tarefa profissional. Outra idéia, se você prefere economizar em pets shops, é preferível tosar o pêlo mais curto.

Esses cães geralmente não são gulosos, mas são muito seletivos com o que comem. Eles precisam de uma dieta rica em proteínas e gorduras, o que ajuda a pele a sustentar seu pesado manto duplo. O cuidado com os dentes também deve ser tratados: você deve escovar os dentes do cachorro pelo menos a cada dois dias e verificar regularmente as gengivas.

Problemas comuns de saúde no Lhasa Apso

Lhasa Apso geralmente são cães bastante saudáveis, embora tenham tendência a desenvolver certos problemas de saúde. Por exemplo:

  • Problemas de visão, como atrofia retiniana, ceratite pigmentar, glaucoma ou uma anormalidade da terceira pálpebra conhecida como “olho de cereja”. Este último causa irritação ao globo ocular e geralmente requer cirurgia.
  • Condições da pele, como adenite sebácea.
  • Displasia renal hereditária.
  • Luxação patelar ou patelar.

Você também deve ter cuidado com alergias alimentares e cutâneas, que geralmente têm uma incidência mais alta nesses cães.

História e origem da raça Lhasa Apso

Originalmente da Ásia, esses cães recebem o nome da cidade de Lhasa, capital do Tibete. É uma raça antiga que por muito tempo viveu apenas nos palácios e mosteiros desta região remota. Eles eram considerados sagrados e sua função principal era exercitar-se como guardiões do lar.

Eles trabalharam em equipe com o Mastiff tibetano: os latidos altos do Lhasa Apso alertaram os últimos, protetores do exterior, que algo estava errado. Portanto, seu nome original é Apso Seng Kye , que significa “Sentinel Barking Lion-Dog”.

Esses cães sempre foram considerados portadores de boa sorte e tão valiosos que não podiam sair do Tibete, a menos que fossem um presente pessoal do Dalai Lama. A raça vem ganhando popularidade no mundo ocidental desde 1933, quando o explorador Suydam Cutting recebeu um dois Lhasa Apso como presente. Isso lhe permitiu começar a criá-los nos Estados Unidos. Seu padrão foi oficialmente reconhecido em 1935.

No Meu Pulguento, convidamos você a visitar os canis e protetores de animais da sua localidade, existem milhares de cães de todas as raças, tamanhos e idades esperando por uma casa. A adoção é uma prática gratuita e muito positiva.

Geralmente não é uma raça difícil de obter. Lembre-se de sempre solicitar o certificado de linhagem do filhote e de seus pais. Além da fatura de compra correspondente.

Últimas Postagens

Notícias relacionadas:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui