24 C
Brasil
domingo, dezembro 5, 2021

Conheça a raça Shiba Inu, o cão que é considerado um monumento natural no Japão

Publicidade

Sendo considerado um dos cães mais lindos e raros do mundo e de origem japonesa, os Shiba Inu estão entre os cachorros mais antigos do país, tendo a sua origem estimada datando de 300 a.C, embora alguns arqueólogos apontem indícios da existência da raça há mais de 3 mil anos antes de Cristo.

Os animais dessa raça são extremamente populares e valorizados entre os japoneses, deste modo eles são devidamente reconhecidos como símbolo da Família Imperial Japonesa, algo que faz deles um tesouro nacional. Segundo a tradição japonesa, eles dizem que essa raça traz boa sorte aos donos, e a população de lá tem a consciência do quanto o temperamento desses animais se definem em coragem, gentileza e ousadia.

Publicidade

No ano de 1934, os Shiba Inu foram declarados como “Monumento Natural” do Japão, porém a raça sofreu um enorme golpe durante a Segunda Guerra Mundial e, no começo da década de 50, quase foram extintos pela cinomose. Na tentativa de recuperar a raça, criadores realizaram cruzamentos com variações conhecidas como Shinshu Shiba, o Mino ShibaSanin Shiba, os nomes eram dados de acordo com a região de onde os cães eram naturais.

Eles são considerados animais dóceis, inteligentes e bastante leais aos seus tutores. De forma geral, ele se dão bem com adultos, crianças e outros cães, entretanto com animais de outras espécies que sejam de menor porte é preciso mais cuidado com a socialização, por causa dos instintos de caçador, o Shiba pode considerá-los como presa.

Além disso tudo, essa raça é cheia de energia e precisam de atividades físicas regulares, cerca de 60 minutos por dia. Eles foram criados como cães de caça que subiam montanhas de difícil acesso para seres humanos, por isso o dono de um cachorro dessa raça deve possuir muita disposição para percorrer mais de 10 km por dia com o pet.

Outro cuidado essencial que se deve ter ao conviver com um Shiba Inu é o fato dele possuir um perfil territorialista, por isso ele acabará não abrindo mão do que é dele. Isso pode ir desde os brinquedos, potes de água e comida, até o sofá de casa, por isso ao brincar com o cachorro, é recomendável evitar objetos que sejam de pet, pois ele tende a ser ciumento.

Últimas Postagens

Notícias relacionadas:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui