34.3 C
Brasil
quarta-feira, julho 6, 2022

Conheça a raça American Pit Bull Terrier

Publicidade

História do American Pit Bull Terrier

Esta raça canina de aparência feroz descende do velho bulldog inglês, usado na Inglaterra renascentista em brigas de cães contra touros, muito populares na época. Quando essas brigas foram proibidas em meados do século XIX, as brigas de um cão contra outro começaram a se tornar populares. Eles eram animais muito apreciados por suas habilidades atléticas e seu bom temperamento em relação ao ser humano. Quando os ingleses começaram a emigrar para as Américas, eles levaram consigo esses cães que eram úteis e fáceis de manusear.

Nos EUA, os colonos chamavam esses cães de “Pit Terriers”, “Pit Dogs”, “Yankees Terriers” e até “Half and Halfs”, enquanto o American Kennel Club se recusava a reconhecer a raça.

Publicidade

Finalmente, outra associação, o United Kennel Club, foi criada em 1898, com o único objetivo de registrar o American Pit Bull Terrier ou APBT.

Nasceu uma raça, que também se tornou a favorita da sociedade americana. Naquela época, o American Pit Bull Terrier era considerado um cão da família por seu temperamento equilibrado, sua lealdade aos membros da família e sua fraqueza especial pelas crianças.

Quando o American Kennel Club percebeu a popularidade da raça, ele foi registrado sob outro nome, o American Staffordshire Terrier. Assim, ambas as raças eram as mesmas originalmente, mas ao longo dos anos os criadores escolheram características e fenótipos diferentes, então hoje são raças diferentes. Para a maioria dos inexperientes, em qualquer caso, ainda é comum confundi-los.

Com a chegada dos anos 80, começaram a surgir os primeiros problemas, da mão de criadores que viam nas mandíbulas poderosas desses animais uma maneira de ganhar dinheiro. Começaram a ser feitos cruzamentos em busca de agressividade para a celebração de brigas de cães. Isso, junto com a imprensa dos tablóides, levou à lenda que ainda hoje cerca os Pit Bulls.

Atualmente, esta raça não é reconhecida pela Federação Internacional de Cinologia.

Aparência física do American Pit Bull Terrier

Publicidade

Este cão é caracterizado por qualidades atléticas únicas. É um animal musculoso, ágil e rápido, com uma morfologia equilibrada.
Uma das razões de sua popularidade como cão de combate foram suas mandíbulas fortes, que geraram todos os tipos de lendas urbanas. A cabeça não é tão grande quanto a de Staffordshire, mas é melhor proporcionada ao resto do corpo.

Ao contrário da imagem que muitas pessoas têm desta raça, em seu padrão a aparência espessa ou excessivamente muscular não é admitida.

Em relação ao manto, a raça admite todas as cores.

Personalidade do American Pit Bull Terrier

Muito foi escrito sobre o alegado temperamento violento e agressivo do Pit Bull. Nos últimos anos, muitas manchetes foram dedicadas a ataques estrelados por essa raça, muitas vezes com consequências mortais.

 Pit Bull
Pit Bull

De acordo com o United Kennel Club, a primeira associação canina a reconhecer esta raça, o temperamento desses animais é descrito da seguinte forma:

Ele é um cão forte, seguro de si, corajoso, determinado e com uma grande alegria de viver. A raça gosta de agradar e é cheia de entusiasmo … A natureza agressiva para com os seres humanos não é característica desta raça.

Porém, mesmo quando a raça foi inicialmente selecionada para brigas com outros animais, ao mesmo tempo buscou-se tolerância ao ser humano para facilitar seu manuseio. Nos últimos anos, muitos criadores se dedicaram a gerar animais onde prevalece a agressividade para brigas de cães que, uma vez clandestinas, aumentavam as margens de lucro. E, embora existam várias raças selecionadas para esse fim, do Rottweiler ao Doge Argentino ou da Represa das Canárias, o American Pit Bull Terrier se destaca entre todas pela combinação de atributos físicos e psicológicos. Nenhuma outra raça possui uma melhor combinação de condição atlética, mandíbula, tolerância à dor e coragem, tornando-a, por sua desgraça, a raça mais apreciada nas brigas de cães.

Problemas de saúde APBT

APBT é uma raça com poucos problemas de saúde, destacando displasia da anca e catarata.

Proprietário ideal de um American Pit Bull Terrier

O APBT é um cão com uma grande necessidade de agradar seu dono. É um cão equilibrado e leal. Não é um animal com instinto assassino. Mas se você colocar na pesquisa do Google “brigas de cães”, obterá muitos resultados sobre as máfias que organizam brigas nos polígonos ou aberturas de muitas cidades, sobre as condições em que eles mantêm os animais, sobre como eles selecionam os animais filhotes, sobre como eles “treinam” cães. Não é uma leitura agradável.

O APBT é um cão fiel, de bom caráter e muito carinhoso, que pode ser um companheiro perfeito para uma família. Mas não qualquer família.

Do filhote, esses animais precisam ser adequadamente socializados por um proprietário firme e seguro que sabe como se tornar o líder da matilha. Eles são extremamente protetores de sua família e morrerão defendendo-a. Grande leitor da linguagem corporal de seu dono, você sempre saberá quando pode ser amigo de um estranho ou quando deve mostrar seus dentes. Da mesma forma, esses animais são líderes por natureza e precisam de um proprietário que saiba como mantê-los em seu lugar dentro da hierarquia da casa e para evitar serem dominantes com outros membros da família.

O APBT não é uma raça recomendada para todos, porque nem todo mundo sabe como educar e tratar um cão. Os problemas de agressividade surgem quando o comportamento canino não é compreendido e quando as emoções humanas são transferidas para os cães ou até se tornam “chefes” sem saber. Se o cão da família é um chihuahua, esses problemas não vão além de uma anedota. Mas com um cachorro tão poderoso quanto o American Pit Bull Terrier, você não pode correr riscos.

Nenhuma outra raça despertou tanta rejeição na sociedade quanto o Pit Bull. E nenhum outro foi tão demonizado. E embora seja verdade que houve numerosos casos de ataques a seres humanos, muitos deles com consequências mortais, outras raças são protagonistas em um número maior desses casos. Portanto, devemos nos perguntar o que está por trás desse medo, muitas vezes irracional, de uma raça que não faz muito tempo era considerada o animal de companhia perfeito para uma família com filhos.

Esperamos que você tenha achado interessante. Não hesite em nos enviar quaisquer comentários ou sugestões. Obrigado

Últimas Postagens

Notícias relacionadas:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.