23.7 C
Brasil
domingo, julho 3, 2022

Como saber se um cachorro está ficando cego

Publicidade

Infelizmente, algumas doenças oculares caninas podem ser tão graves que cegam nosso cão. Se for limitado a um olho, pode levar uma vida normal e podemos nem notar.

Mas, quando a cegueira é total, é comum que apareçam alguns sinais que nos ajudarão a detectar, com relativa rapidez, que algo está errado com a visão do nosso cão. Vamos ver em detalhes como saber se um cachorro está ficando cego.

Cegueira em cães

Publicidade

Existem muitas doenças que podem desencadear a cegueira em cães. Qualquer distúrbio que impeça a chegada correta da luz à retina tem o potencial de prejudicar parcial ou totalmente a visão do nosso cão. Exemplos são glaucoma, uveíte ou doenças que afetam a retina.

Esses tipos de patologias podem causar alterações no olho que serão facilmente visíveis para nós . Assim, se notarmos algum desconforto ao nível dos olhos, devemos levar o nosso cão ao veterinário. Outras vezes, o cão não vê, mas o olho parece estar normal. Nesses casos, existem alguns sinais no comportamento do cão que são muito reveladores.

A importância dos exames oftalmológicos

Independentemente de o nosso cão apresentar algum desconforto ocular ou suspeitarmos que a sua visão não é tão boa como antes, é aconselhável que, pelo menos uma vez por ano, façamos um check-up geral na clínica veterinária. Nele, o veterinário examinará os olhos com um instrumento chamado oftalmoscópio.

Você verificará a forma, o tamanho e a cor. Ele também observará as características das pupilas, se há ou não algum tipo de secreção, se a terceira pálpebra está visível ou se o cão está prejudicando a manipulação. Mas algumas causas da cegueira não são detectáveis ​​em um exame geral. Daí a importância de observar o comportamento do cão em casa.

Como podemos testar a visão do cachorro?

Publicidade

Como uma verificação rápida do status da visão do cão, podemos fazer uma manobra simples. Consiste em tapar um dos olhos e aproximar o dedo do outro, como se quisesse tocar o olho com ele. Se o cachorro vir, ele piscará e fechará os olhos. Caso contrário, você deve ir ao veterinário para avaliar os danos.

A visão também é testada para avaliar focalizando o olho com uma lanterna para ver se a pupila se contrai ou não. Mas não é um teste muito preciso porque pode haver uma contração reflexa simples. Sim, pode funcionar para mover alguns móveis em uma sala e deixá-la no escuro para observar os movimentos do cão nela.

Você deve prestar atenção se ele tropeça ou vagueia com total paz de espírito. Então você tem que acender a luz. Um cão completamente cego se moverá exatamente da mesma forma em ambos os casos. Já o cão que vê, mesmo que pequeno, se moverá melhor com o auxílio da iluminação. Mas o grau de deficiência visual só pode ser estabelecido pelo veterinário.

Como viver com um cachorro cego

Mas se os testes acima nos deixarem em dúvida, existem alguns comportamentos que um cão pode começar a apresentar que apontam para dificuldades de visão. O problema é que também são compatíveis com outras patologias, por isso nossas suspeitas terão que ser confirmadas pelo veterinário. Destacamos os sinais mais importantes de cegueira:

  • Andar estranho, como medir passos, levantar os pés mais alto, etc.
  • Pisando em objetos que estão no chão.
  • Batendo em objetos como móveis, especialmente se acabamos de movê-los, ou carros estacionados na rua.
  • Mover-se sem levantar o focinho do chão ou agir de forma estranha se for levado para um passeio sem guia. Por exemplo, correr para casa, não obedecer, ou até mesmo se colocar em perigo ao olhar para alturas onde você pode cair.
  • Inatividade, o cão fica praticamente o dia inteiro deitado.
  • Medo, é mais fácil para o animal se assustar se perceber algo que não vê ou se nos aproximarmos por trás de forma abrupta e sem avisar.
  • Desconfie, embora o cão sempre tenha sido sociável e afetuoso, ele será mais distante de outros cães ou pessoas e pode até latir a um estímulo que interpreta como um perigo potencial sem motivo real.
  • Interação reduzida, quanto mais tempo ele passa deitado em sua cama, menos ele se relacionará com a família, menos afetuoso ele será, etc.

Cegueira em cães mais velhos

Muitos cuidadores consideram normal para a idade prejudicar a visão de seu cão. É verdade que mudanças, como a degeneração do cristalino, ocorrem devido à idade, mas, primeiro, esse problema não causa cegueira e, segundo, uma patologia ocular tem que ser tratada independentemente da idade. É o veterinário que determina se ela pode ser curada.

Por outro lado, também se presume que os cães mais velhos estão se deteriorando e será normal que eles sejam menos ativos ou percam agilidade. É por isso que alguns dos sinais de cegueira podem ser esquecidos, atribuindo-os a mudanças na velhice. Por isso, é fundamental ir ao veterinário pelo menos uma vez por ano para um check-up geral.

Últimas Postagens

Notícias relacionadas:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.