18.5 C
Brasil
domingo, agosto 1, 2021

Cachorro medroso? Saiba como lidar e educar da melhor maneira possível seu pet

Publicidade

Um dos casos mais comuns do qual vemos constantemente no mundo pet são os cachorros medrosos, eles demonstram seus temores de formas não verbais, deste modo é essencial que o tutor saiba a maneira correta de agir nessas situações para não deixar o animalzinho ainda mais paranoico.

Na grande maioria dos casos, o nosso amigo de quatro patas possui esse sentimento enraizado pela falta ou simplesmente descuido na socialização durante os três primeiros meses de vida, como resultado isso pode gerar medos em relação a barulhos altos, como trovões e fogos ou até mesmo na convivência com pessoas e outros animais. Outro fator e causa que pode agravar esse problema é nos casos como maus tratos ou brigas que acabam criando um sentimento de aversão a algo relacionado a essa experiência, no caso de cães mais velhos, o medo pode estar ligado a dores que causem problemas de locomoção ou nos sentidos, como a cegueira.

Publicidade

As diversas reações do bichinho podem dizer muito sobre o que fazer com o cachorro medroso, um dos sinais primários de medo é abaixar o rabo e se esconder, assim evitando contato com qualquer pessoa. Como resultado é importante que o pet tenha um refúgio seguro na casa se no caso uma crise ocorra sem a presença do tutor.

Em algumas situações mais extremas, o cãozinho pode se tornar agressivo, demonstrando isso por rosnados constantes e latidos, com isso é crucial que o tutor não responda com raiva, pois isso só acaba incentivando ainda mais o acesso de raiva e não ajuda em nada a acalmar os ânimos do animal.

O cachorro que está com medo pode procurar segurança no próprio tutor, então é sempre essencial ficar atento para não demonstrar sentimentos fortes, como pânico, raiva e até medo, caso seja uma situação de apreensão para ambos, deste modo é importante se manter neutro e seguro e isso ajudará muito o cãozinho em uma crise.

Para finalizar é importante presentear seu pet com petiscos para assim o estimular e tranquilizar de uma certa forma, junto com o estímulo com petiscos, outro treinamento interessante é acostumar o bichinho ao barulho ou lugar que o incomoda, mas é importante lembrar que essas condutas devem ser realizadas de maneira gradual e sempre atentando ao que é confortável para seu amigo canino, pois forçar algo só aumentará o medo do animal.

Últimas Postagens

Notícias relacionadas:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui